telemedicina

Telemedicina: saiba mais sobre a liberação da modalidade no Brasil

A Telemedicina foi liberada no Brasil como uma resposta aos recentes acontecimentos relacionados ao novo coronavírus. Ela faz parte de uma série de medidas adotadas pela ANS para facilitar o combate à Covid-19. Desta forma, a Agência Nacional de Saúde Suplementar entende a Telemedicina como o exercício da medicina mediado por tecnologias diversas. Com isso, será possível oferecer assistência, promover a saúde e prevenir doenças e lesões através do atendimento à distância.

O que é permitido com a aprovação da Telemedicina?

O Conselho Federal de Medicina estipulou alguns termos e definições relacionados à Telemedicina. Entre as atividades permitidas estão:

• Teleconsulta: consulta médica remota realizada através de ferramentas tecnológicas. Ela permite que médico e paciente estejam em diferentes espaços geográficos e se comuniquem por meios como videoconferência, ligação ou mensagem.

• Telediagnóstico: consiste na emissão de laudos ou pareceres de exames enviados pela internet. Estes laudos devem ser baseados em imagens, gráficos ou dados do paciente em questão.

• Teleinterconsulta: troca de informações e opiniões entre médicos com o objetivo de obter auxílio diagnóstico, terapêutico, clínico ou cirúrgico.

• Telecirurgia: procedimento cirúrgico realizado por robôs comandados à distância por médicos capacitados.

• Teletriagem: avaliação de sintomas apresentados pelo paciente para definição de assistência adequada e direcionamento do paciente para a mesma.

• Teleorientação: emissão de declarações para contratação ou adesão a planos de saúde.

• Teleconsultoria: troca de dados sobre procedimentos e ações relacionadas à saúde entre médicos, gestores e profissionais de saúde.

• Telemonitoramento: avaliação das condições de saúde de idosos moradores de casas de repouso. O telemonitoramento evita idas desnecessárias a unidades de pronto-socorro e garante que o paciente receba o atendimento correto no momento propício.

Para pacientes, quais são os benefícios da liberação da Telemedicina? 

Para pacientes, a autorização da Telemedicina pode reduzir a circulação de pessoas nas ruas e, como consequência, evitar a sobrecarga das unidades de saúde. Assim, em relação à Covid-19, a população estará menos exposta à contaminação ao se consultar por meio de uma videoconferência, por exemplo. Dessa forma, é possível garantir que casos graves da Covid-19 recebam a assistência adequada ao passo que o atendimento dos demais pacientes continua garantido. Outros benefícios são a segurança e a economia proporcionadas pelo atendimento à distância.

Conheça agora mesmo a plataforma para telemedicina ideal para o seu consultório online!

Para os médicos, quais as vantagens da liberação da Telemedicina?

No momento atual, uma das maiores vantagens é permitir que tais profissionais exerçam a medicina ao lado de suas famílias. Assim, não é necessário se afastar de seus familiares em um momento tão crítico. Além disso, podemos citar a economia devido à redução de custos, a agilidade na entrega de laudos e o aumento da produtividade e da segurança. Os profissionais do setor de saúde também terão mais acesso à educação, especializando-se por meio de programas de aperfeiçoamento online.

O atendimento à distância, seja por telefone ou pela internet, permite a continuidade de tratamentos, a prevenção de doenças e a obtenção de diagnósticos. Por isso é importante que o profissional mantenha-se informado acerca de novos comunicados emitidos tanto por conselhos profissionais de saúde (CFM, CFP e CFN) quanto pelo Ministério da Saúde.

A Telemedicina utiliza a tecnologia a favor da medicina, dos profissionais da área e de seus pacientes. A LiveHealth é uma plataforma da V-Lab que possibilita a consulta remota, garantindo que seu paciente receba a orientação médica adequada. Entre em contato conosco e saiba mais.


Leia também: